Como os condomínios podem lidar com o aumento da inadimplência

Como os condomínios podem lidar com o aumento da inadimplência

20201126 - Cysne Administradora de bens e Condomínios

26 nov Como os condomínios podem lidar com o aumento da inadimplência

O ano de 2020 ficou marcado pela grave crise mundial provocada pela pandemia de Covid-19. Muitas empresas perderam clientes e oportunidades de negócios, bem como muitos trabalhadores perderam o emprego fixo; resultando em dificuldades financeiras para boa parte da população. Conforme esse problema se intensifica, vai gerando consequências em diversas camadas da economia, entre elas a inadimplência das cotas condominiais.

Essa situação é delicada, pois compromete as finanças do edifício e ao mesmo tempo exige um tratamento delicado no que se refere à cobrança dos valores em atraso. O primeiro passo sempre deve ser a tentativa de um acordo consensual. Na grande maioria dos casos o inadimplente quer resolver a questão e só precisa de condições mais amigáveis para estabelecer um acordo.

Na dificuldade em se chegar a um consenso, a próxima etapa é acionar uma ação de execução de quotas condominiais. Nessa situação é importante lembrar que o condomínio não pode adotar medidas segregacionistas contra os devedores, tais como restringir o uso de serviços e espaços comuns que não demandem reservas.

A dificuldade em negociar os débitos em atraso pode levar até à perda do imóvel, portanto se tornando um processo razoavelmente longo. Além de consumir o tempo do síndico, também pode acarretar animosidades entre os moradores. Por isso é recomendado que todas as interações sejam realizadas por um profissional capacitado, como um advogado ou empresa administradora de condomínio.



Feito só para você!
Cerca de metade dos edifícios da cidade de São Paulo…
CLOSE
CLOSE