Ambiente com aquecedor a gás deve ter ventilação adequada

Ambiente com aquecedor a gás deve ter ventilação adequada

Aquecedor A Gás - Cysne Administradora de bens e Condomínios

09 set Ambiente com aquecedor a gás deve ter ventilação adequada

Ambiente com aquecedor a gás deve ter ventilação adequada

Aproxima-se o inverno, e com ele dias muito frios. Em certas regiões do país sequer se ousa manter abertas frestas em janelas, principalmente em apartamentos de andares elevados dos edifícios, com franca incidência de ventos gelados. Esta situação, ocorrendo em ambientes onde estão instalados equipamentos a gás, em especial os aquecedores a gás, pode ser fatal.

A manutenção dos aquecedores a gás deve ser ainda mais cuidadosa no inverno. Com a queda das temperaturas, o equipamento é mais utilizado e a tendência é manter as janelas e portas fechadas. Os ambientes mal ventilados se tornam o cenário ideal para o acúmulo de um gás tóxico: o monóxido de carbono. Sem cor e nem cheiro é difícil percebê-lo e sua inalação pode ser fatal.

Como o assunto envolve conhecimentos técnicos, nem sempre o morador está devidamente informado dos riscos que pode estar correndo dentro do seu próprio apartamento. Para evita-los é aconselhado promover uma inspeção nos equipamentos a gás existentes e nas condições de ventilação dos ambientes em que estão alojados.

A melhor ação, neste caso, é preventiva, no sentido de se verificar se todos os equipamentos a gás, em especial os aquecedores de água dos apartamentos, seguem certas condições de segurança ligadas à correta instalação e operação, atendendo a requisitos determinados nos manuais de instalação dos respectivos fabricantes. Todos esses requisitos estão reunidos em norma técnica da ABNT, a NBR 13103:2006 “Adequação de ambientes residenciais para utilização de aparelhos que utilizam gás combustível”, cuja linguagem pode não estar acessível à maioria das pessoas sem formação técnica.

Entretanto, os itens mais importantes são de fácil verificação e podem ser checados pelos próprios moradores. Eles serão mostrados a seguir neste artigo. Todos os equipamentos residenciais que utilizam gás combustível canalizado, seja ele o gás natural (GN) ou o gás liquefeito de petróleo (GLP) e, em algumas localidades o gás manufaturado (GM), principalmente fornos, fogões, secadoras, churrasqueiras, lareiras, calefadores de ambiente e aquecedores de água a gás, obtêm calor a partir de sua queima.

A queima do gás é uma reação química de combustão dele com o oxigênio presente no ar atmosférico, geralmente tomado do próprio ambiente onde o aparelho está instalado.

 

Dicas de segurança

Com algumas indicações simples, sobre como utilizar os aparelhos de forma correta:

  • Verifique se a chama dos equipamentos é de cor azul. Se ela estiver com outra coloração (amarela, alaranjada ou roxa), o equipamento pode estar funcionando de forma defeituosa e, certamente, de forma ineficiente, consumindo mais gás do que o normal. Neste caso, chame um profissional qualificado para que revise o equipamento.
  • Certifique-se de que os dutos das saídas dos gases ao exterior estão livres de obstruções, sem amassamento e instaladas de forma regulamentada. Marcas escuras nos visores de chama, aberturas na carcaça do aquecedor ou no teto, próximo ao duto de exaustão, é sinal de retorno do efluente ou mesmo vazamento no duto. A causa deverá ser elucidada e resolvida o mais rápido possível através da avaliação de um técnico qualificado.
  • Não utilize fornalhas e fornos de cozinha para esquentar o ambiente; é perigoso.
  • Esteja atento para a vida útil do equipamento. Caso esteja comprometido, é aconselhável sua substituição.

 

Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato conosco e agende uma reunião



Feito só para você!
Como fica o Airbnb após o julgamento do STJ? Por…
CLOSE
CLOSE