Condomínio na ponta do lápis ou do sistema? Vantagens de informatizar

Condomínio na ponta do lápis ou do sistema? Vantagens de informatizar

Condomínio na ponta do lápis ou do sistema

22 dez Condomínio na ponta do lápis ou do sistema? Vantagens de informatizar

Condomínios de muitos apartamentos são como pequenas cidades repletas de detalhes complexos. Muitas vezes fazem uso de equipamentos caros e intrincados cuja manutenção precisa de muita atenção. Outras vezes abrangem áreas sujeitas a regulamentações pouco claras que envolvem esferas do poder público em suas mais variadas formas. Além disso tudo, são habitados por muitas pessoas, cada uma com sua história e sua forma de lidar com os problemas.

Todo síndico tem, é claro, pessoas e instituições a apoiá-lo. Os maiores parceiros do síndico são a administradora, o conselho e é sempre bom estar em contato com outros síndicos para trocar opiniões . Os funcionários também servem para solucionar problemas. O conselho e a assembleia, quando adequadamente dirigidos e conduzidos, ajudam a resguardar a autoridade do síndico. Mas, como representante legal, o síndico sempre é aquele que precisa tomar a decisão final, é como ele fosse o presidente de uma empresa.

Muitas vezes, as decisões que o síndico precisa tomar não podem demorar muito. Ora porque dizem respeito a obras mais ou menos caras. Ora porque se referem a questões legais que precisam ser encaradas de frente. Ora porque, mesmo quando levam tempo para serem sanadas (como inadimplência), precisam ser tomadas com presteza, em todos os seus detalhes. Ou mesmo quando dizem respeito a problemas que dá para divisar na linha do horizonte.

Mas são tantas as informações, num condomínio de grande porte, que por vezes elas parecem escapar do controle. Os dados financeiros costumam ser centralizados na administradora. Já os documentos internos precisam ser organizados na administração. A portaria passa a centralizar os dados de acesso. E o síndico precisa, em última instância, estar a par de praticamente tudo. Pois, mesmo quando ele não decide, ele acaba sendo envolvido em decisões as mais diversas.

O síndico de condomínio de grande porte pode ser morador dedicado, profissional ou morador mas com serviços pagos pelo condomínio. Em todos os casos, o síndico precisa consultar rotineiramente a entrada de recursos, o andamento dos pagamentos mensais, o andamento dos processos de cobrança e também dos processos judiciais. Com o tempo, o processo se torna rotineiro. Mas como saber quando terá recursos para urgências para o mês seguinte?

Fonte:  Organize meu condomínio

Nenhum comentário

Postar um comentário